0 Cacharel lança Anaïs Anaïs Premier Délice





Muitas vezes, o mundo diz que mostrar emoções é sinal de fraqueza. Bobagem! Não há problema em enrubescer, e ser vulnerável é algo forte. É bonito sentir. Das roupas que escolhe e dos poemas que escreve, ao perfume que usa e às companhias que tem, deixe o seu coração levar a sua mente, e não o contrário. Para celebrar toda essa poderosa feminilidade e romantismo, Cacharel apresenta uma nova interpretação de um clássico: Anaïs Anaïs Premier Délice. 

Irresistível, vibrante, adocicado, suculento, nítido, e alegremente romântico: Premier Délice fala a língua das garotas de hoje. Criado por Dora Baghriche e Olivier Cresp, perfumistas na Casa de Fragrâncias Firmenich, Premier Délice é construído em torno de flores brancas assim com o original Anaïs Anaïs, mas elas são acompanhadas por outras cores. 

Elas flutuam em uma brisa quente e delicada, esvoaçando como milhares de borboletas em torno de uma mistura deliciosa de frutas. As mais belas peras estão ali: a do tipo Bartlett, suave e com textura fina; a do tipo Comice, carnuda, arredondada e suculenta; e a Passe Crassane, azeda e quase granulosa. Uma gota de açúcar e um frescor gelado acrescentam vivacidade à sua polpa branca, um toque de nota de baunilha as envolve em caramelo. Bem no fundo da base, um toque de cacau amargo adiciona um contraste e se fixa na pele com uma combinação de almíscares brancos. 

GAROTAS DE FLORES
Em 2014, as filhas das garotas Anaïs Anaïs originais estão florescendo e se tornando jovens inspiradoras, uma geração de almas corajosas e criativas, que não têm medo de mostrar suas vulnerabilidades. Estas garotas sabem que seu poder está em sua feminilidade e têm orgulho de celebrar isto. Esta tribo de garotas não apenas segue tendências, elas as criam. As garotas Anaïs Anaïs vestem aquilo que estão com vontade de vestir. Elas quebram as regras e adoram as roupas vintage elas lhes dão um senso de descoberta quando se trata de auto-expressão. A originalidade e a individualidade são mais importantes do que a conformidade. 
Nas cidades, elas se locomovem em skates. Nos campos, elas andam descalças. Onde quer que estejam, você poderá avistá-las pelas coroas de flores que usam, não importa o que estejam fazendo ou para onde estão indo. 

CONHEÇA A TRIBO
Sete garotas, uma campanha e muito brilho cintilante. A jovem fotógrafa Olivia Bee sabia exatamente o tipo de garotas que ela queria para estrelar a nova campanha de Anaïs Anaïs. 

Juliette 23, França
"Anaïs Anaïs foi o meu primeiro perfume, que ganhei da minha mãe quando eu tinha 14 anos. Quando eu uso este perfume me faz lembrar quem eu realmente sou. Já conhecia o trabalho de Olivia Bee quando fui escolhida para participar da campanha dela para Cacharel, então foi uma alegria trabalhar com ela. Ela foi muito respeitosa e inspiradora".

Maureen 16, França
"Este é o meu primeiro trabalho oficial como modelo, pois eu tinha acabado de completar dezesseis anos quando fui escolhida para a campanha. Para mim, é realmente algo mágico. Eu faço o papel de uma garota que deixa de ser uma menina e passa a ser uma jovem mulher. Quando você está passando pela adolescência, os amigos são mais importantes do que a família. Amo a forma com o filme de Olivia capta isto. Quando estávamos no bosque, dançando e cantando, me perdi completamente no momento. Esquecemo-nos das câmeras que estavam nos filmando. Era como estar em um sonho". 

Mathilde, 22, França
"A minha própria história tem um paralelo com a ideia da Olivia do ritual de iniciação de Anaïs Anaïs. Sou uma das cinco irmãs, e cada uma de nós, na véspera de nos tornarmos adolescentes, recebemos o mesmo presente: Anaïs Anaïs. Para mim, é muito emocionante fazer parte do filme, pois ele marcou a minha própria passagem da infância para a adolescência."

Zana 18, Holanda
"Quando eu era criancinha a minha mãe costumava borrifar Anaïs Anaïs no meu travesseiro para que eu pudesse sempre sentir o cheiro dela. Ela começou a usar Anaïs Anaïs quando tinha 17 anos e usa este perfume desde então. Para o meu aniversário de 13 anos, ela me deu um pequeno frasco". 

É tão vintage, é tão bacana
• Quando CACHAREL apresentou Anaïs Anaïs ao mundo, era o ano de 1978. As adolescentes se apaixonavam por John Travolta, tingiam os cabelos como Debbie Harry e se rebelavam ouvindo David Bowie em alto volume. Era o ano em que o Walkman foi lançado, e que 143 francesas nasceram e receberam o nome Anaïs.
• De 1982 a 1985, quando Anaïs Anaïs era o perfume número 1 no mundo, havia mais de 6.000 meninas com este nome.
• Hoje, 100.000 meninas têm este nome. Estas jovens chamadas Anaïs são as filhas das mulheres que ganharam a fragrância como o primeiro perfume de sua vida nos anos 70 e que são tão rebeldes quanto as suas mães, mas com um toque moderno de tecnologia no bolso, para ajudá-las a comunicar este movimento criativo, expressivo, que marca o lançamento de Premier Délice, o #girlstribu.

Anaïs Anaïs L’Original
Doce, puro, sensual, romântico, inesquecível Anaïs Anaïs L’Original 
Paul Léger, designer de perfumes para Firmenich na época, foi o primeiro a propor um buquê de flores brancas evocando o aroma de um lírio. Ele achava que o lírio era uma escolha óbvia porque abraçava todos os aspectos do projeto: virginal, modesto, emblema da juventude, nobreza, feminilidade, eternidade…
Apesar da fragrância desta flor ser naturalmente poderosa, nenhum processo industrial foi capaz de extrair o seu aroma. O perfumista teve que estudá-la cuidadosamente, passando horas com a flor, para analisar todas as facetas, cores e nuances do aroma: este cheiro fresco, quase verde e nítido, semelhante ao do lírio do campo; esta nota mais temperada, quase pesada, algo entre a base do cravo e a baunilha; e depois o cheiro da pele no sol, de flores exóticas. 

Robert Gonnon, Raymond Chaillan e Roger Pellegrino contribuíram para transformar a flor "botânica" de Paul Léger em uma fragrância delicada e poderosa criada em torno do lírio. Este buquê branco passa incessantemente das notas de frescor cálido e opulento para as notas nítidas de jacinto, para o acorde irrequieto da madressilva, para o jasmim ensolarado. E quando o ritmo se acelera, quando a imagem de cada flor se sobrepõe sobre a flor seguinte, a aura sublime do acorde de lírio aparece magicamente. Primeiro, oferecendo o branco de suas pétalas, depois o segredo amarelo de seu pólen, ele se esvai em um tom marrom, animal, quase apimentado. 

FATOS FASCINANTES
• CACHAREL, a Casa de moda fundada em Nîmes em 1962, lançou Anaïs Anaïs em 1978.
• 35 milhões de frascos foram vendidos durante os seus primeiros cinco anos de existência. 
• Entre 1982 e 1985, Anaïs Anaïs foi o perfume mais vendido no mundo. 
• Na França, Anaïs Anaïs é o primeiro perfume que as garotas usam: 61,5% das mulheres que tiveram Anaïs Anaïs como seu primeiro perfume ganharam-no de presente.
• Em 2014, Anaïs Anaïs continua a ser um dos perfumes mais vendidos em Londres. 
• Quando foi lançado, Anaïs Anaïs foi vendido a um valor 30% menor do que a média do mercado para a mesma qualidade de perfume. Isto o tornou mais acessível ao seu público jovem. 
• O frasco branco de opalina, inspirado nos frascos de perfume antigos, também foi inédito e reflete ainda hoje uma sensibilidade vintage e na moda, que Cacharel foi uma das primeiras marcas a apresentar.

Preços:
30 ml - R$149
50 ml - R$199
100 ml - R$ 289

0 comentários:

Postar um comentário

PUBLICIDADE

Coisas da Erica Lima © Copyright 2012.|TODOS DIREITOS RESERVADOS| Feito porLaysa layout.
;