0 Nutricionista da Max Titanium dá dicas de suplementação para mulheres







Uma alimentação equilibrada contém carboidratos de boa qualidade (integrais), proteínas, gorduras (mono e poli-insaturadas), frutas, verduras e legumes - e é essencial para suprir o aporte de vitaminas, minerais e fibras que o corpo necessita. A suplementação é indicada quando a alimentação não é capaz de suprir as necessidades energéticas de macro ou micronutrientes. 

Os suplementos podem auxiliar quando a demanda energética supera o que se consegue ingerir, ou por questões de praticidade. "Em casos de deficiência a suplementação pode ser utilizada de forma pontual ou crônica, por exemplo, em tratamento de anemia. A avaliação e indicação dos produtos devem ser realizadas por um nutricionista ou médico", afirma Rodrigo Loschi, nutricionista e consultor da Max Titanium.

A suplementação mais indicada para as mulheres inclui: termogênicos (estimulam a oxidação de gorduras), proteicos e aminoácidos (auxiliam na manutenção ou ganho de massa magra), itens que melhoram a retenção hídrica, auxiliam na beleza da pele, cabelos e unhas, antioxidantes, entre outros. O nutricionista Rodrigo Loschi explica a função de cada suplemento:





WHEY PROTEIN: A proteína do soro do leite é a suplementação mais popular e conhecida até mesmo por quem não é frequentador assíduo de academia. A utilização desse produto é ingestão de uma boa quantidade de proteína sem os carboidratos e gorduras que geralmente acompanham alimentos com as mesmas quantidades de proteína. Por exemplo: uma colher de Whey Protein isolado fornece cerca de 20 a 25 g de proteínas, enquanto 100 gramas de filé de frango fornece a mesma quantidade de proteína (com cerca de 4 g de gordura).


As necessidades diárias são de cerca de 0,8 g por kg de peso até 2g por Kg de peso para atletas. Essas necessidades são fáceis de atingir com a nossa alimentação, mas algumas vantagens fazem o Whey Protein ser bastante utilizado. 


É comprovada à eficiência da proteína do leite na síntese de proteína muscular. Para que haja síntese, no entanto, é fundamental que haja estímulo, ou seja, se não malhar direito, o suplemento não irá funcionar, pelo contrário, pode engordar pelo excesso de calorias ingeridas. Para não correr esses riscos, é necessário saber a necessidade de proteínas e a maneira que será distribuída durante seu dia. Estudos indicam que nosso organismo absorve cerca de 0,25-0,4 gramas de proteína por Kg de peso por refeição, ou seja, para uma mulher de 60 Kg, essa conta é de 15-24 gramas por refeição.


"O uso de Whey Protein não deixa ninguém "fortona", isso é mito. O suplemento é uma excelente fonte de proteína como os ovos, frango ou peixe, o consumo de proteína auxilia na síntese proteica e ganho de massa muscular desde que seu treino seja programado para esta finalidade. Outra questão positiva é o estímulo para sistema imunológico, na composição do whey, estão presente aminoácidos essenciais que são cofatores para produção das enzimas de defesa", afirma Loschi. 


Whey Protein está disponível em três versões: concentrado, isolado e hidrolisado. Conheça as diferenças dos produtos: 

Concentrado: Passa por um processo mínimo de filtragem e processamento. É a versão mais saborosa e contém poucos carboidratos, lactose, gordura e minerais e pode ser utilizada por mulheres que não estão em dieta de redução calórica, indivíduos com intolerância a lactose não devem consumir.

Isolado: Possui uma concentração proteica acima de 90%. Contém pouquíssimos carboidratos, lactose e gorduras. É indicado para quem está em dieta de redução calórica ou para intolerantes à lactose. Sua digestão é mais fácil. Desta forma, a absorção dos aminoácidos é mais rápida.

Hidrolizado: Esta versão passa pelo mesmo processo de filtragem que o isolado, mas depois ainda sofre o processo de hidrólise enzimática. O método faz com que a proteína se quebre em fragmentos menores chamados de peptídeos, o que garante a absorção seja ainda mais rápida e eficiente. O Whey 100% Hidrolisado é livre de gordura, carboidratos e lactose. 



Outros produtos da linha Max Titanium que podem auxiliar na suplementação feminina: 

CARBOIDRATO: É o melhor combustível para os treinos. Fornece energia de forma eficiente e comprovada. Pode e deve ser usado antes, durante e depois dos treinos. Frutas com aveia, batata doce, macarrão integral, pães integrais e tapioca são ótimas opções de carboidrato. O indicado é usar suplementos com baixo índice glicêmico, como, por exemplo, a Palatinose. Durante o treino, não existe necessidade de suplementar com carboidratos, a não ser que o treino dure mais de 1h30. "Isso ocorre porque temos estoques de glicogênio muscular (reserva de carboidrato no músculo) para esse período. Para aqueles que praticam atividade de endurance - o ideal é consumir de 15-20 g de suplementos de carboidratos de rápida absorção a cada 40 minutos. Exemplo: isotônicos, géis de carboidratos e Maltodextrina", afirma Loschi.

PÓS-TREINO: Estudos indicam que a reposição de carboidratos logo após o treino tem a função de facilitar a reposição do glicogênio muscular, além de evitar a fome no final do dia. Podendo ser feito através de alimentos ou suplementos.

BCAA: Os aminoácidos de cadeia ramificada, Leucina, Isoleucina e Valina, são muito utilizados. Tem como função evitar o catabolismo, ou seja, a perda de massa muscular, podendo ser utilizado em dietas com restrição calórica (carboidratos) para diminuir esse catabolismo. A Leucina, em especial, é comprovadamente eficiente que estimula proteínas relacionadas com síntese proteica, como m-TOR, importante ressaltar que, em uma dieta hipercalórica seu consumo não é necessário, já em dieta com restrição pode ser um boa estratégia. 






L - CARNITINA: É um aminoácido que transporta gordura dentro da mitocôndria (célula de energia) para produção de energia ou beta oxidação (queima de gordura). Uma boa fonte de l-carnitina são as proteínas animais, quando existe baixo consumo (comum em mulheres e em vegetarianos) pode gerar deficiência e prejudicar a produção de energia e queima de gordura, a suplementação nesse caso pode ser interessante. Importante ressaltar que, os estudos mostram poucos resultados com a suplementação e emagrecimento, vários fatores precisam ser controlados, dieta, exercício, hormônios, sono, nenhum suplemento isolado fará você perder 10kgs de gordura.

GLUTAMINA: É um aminoácido livre e é mais abundante no tecido muscular. Além de atuar como nutriente (energético) para as células imunológicas, a glutamina apresenta uma importante função para diminuir infecções das vias aéreas superiores, muito comum em maratonistas e ciclistas em fases de pré-competição e treinos intensos. 

CASEÍNA: É uma proteína extraída do leite e com absorção mais lenta. Costuma ser indicada para o uso antes de dormir, para manter pool de aminoácidos por maior tempo e garantir síntese proteíca. O grande benefício desse suplemento é o poder de saciedade, sendo interessante para dietas com restrição calórica, pacientes com alergia a proteína do leite não deve consumir.

PROTEÍNAS DE SOJA E ARROZ: São opções as proteínas do leite (whey e caseína) para intolerantes e alérgicos, os estudos mostram que a dose de ingestão deve ser maior que a do Whey para garantir um bom pool de aminoácidos e auxiliar no ganho de massa muscular).

CREATINA: Tem como principais objetivos aumentar a força e intensidade nos treinos de alta intensidade e curta duração, causando maiores adaptações celulares, como, aumento do GLUT4, transportador de glicose para o músculo, estímulo das células satélites (envolvidas no crescimento muscular) e como consequência a maior intensidade nos treinos, maior será a adaptação muscular. 

TERMOGÊNICOS: Tem a função de aumentar o gasto calórico (dissipar o calor em forma de energia) e aumentar a capacidade mitocondrial, como consequência, maior queima de gordura. Este tipo de produtos só deve ser utilizado por pessoas que praticam atividade física intensa e que tenha alimentação saudável. Apresenta na composição estimulantes que diminuem a percepção de esforço, tem estimulo no sistema nervoso central e não deve ser usado para indivíduos com transtorno de ansiedade, insônia e problemas cardíacos. 

ANTIOXIDANTES: Vitaminas, minerais e compostos fenólicos auxiliam na neutralização de radicais livres que são gerados na cadeia respiratória e produzidos durante o exercício. O organismo possui meios eficientes de lidar com os radicais livres, desde que tenhamos uma alimentação saudável, rica em frutas, verduras e legumes. Alguns estudos indicam que o uso excessivo de suplementos antioxidantes, ou o uso indiscriminado sem a consulta de um nutricionista ou médico, pode prejudicar as próprias defesas antioxidantes e gerar mais compostos oxidantes.

"Todo o tipo de tratamento dever ter acompanhamento médico", afirma Rodrigo Loschi. "A dieta deve ser prescrita por um nutricionista e é individual, não adianta copiar a dieta da amiga ou aquela fórmula mágica que encontrou na internet. Todo o processo do uso de suplementos deve ser avaliado por um nutricionista", afirma Rodrigo Loschi, nutricionista e consultor da Max Titanium.

Sobre a Max Titanium
Com alto investimento em pesquisas e máquinas de última geração, a Supley Laboratório criou a marca Max Titanium em 2006 e desde então tem se consolidado como uma das principais empresas produtoras de suplementos alimentares no país. Com a missão de oferecer produtos com alto padrão de qualidade e que valorizam a saúde e o bem estar, a Supley é reconhecida no mercado nacional como sinônimo de suplementos que garantem desempenho esportivo e resultados de qualidade. Todos os produtos são elaborados pensando nas necessidades de atletas fitness e builders, que buscam conquistar seus objetivos com o máximo resultado e priorizando a saúde.

0 comentários:

Postar um comentário

PUBLICIDADE

Coisas da Erica Lima © Copyright 2012.|TODOS DIREITOS RESERVADOS| Feito porLaysa layout.
;