0 Paciente deve fazer questionamentos antes de fazer uma cirurgia plástica, saiba mais





Algumas pessoas apenas pensam e desejam fazer uma cirurgia plástica, muitas vezes esquecendo-se completamente que o procedimento, além de ser uma cirurgia que acarreta consequências como qualquer outra, vai mudar totalmente a sua vida. Por isso, é necessário não somente saber bem o que se quer, mas também avaliar consigo mesmo os seus objetivos e os meios para alcançá-los.

“Pesquisar muito sobre o procedimento, procurar experiências de quem já fez, ouvir médicos e especialistas pode ser um bom começo. Mas, obviamente, o primeiro passo é uma avaliação sobre as suas perspectivas para a cirurgia através de questionamentos pessoais”, afirma Arnaldo Korn, Diretor do Centro Nacional – Cirurgia Plástica.

“O que realmente quero fazer?”, “Por quê?”, “Preciso disso?”, “Vou ficar e me sentir mais bonita?”, “O que eu espero com isso?”, “Qual reação quero causar nas pessoas e em mim mesma?”, são os questionamentos básicos que todas as pessoas que querem a cirurgia plástica devem fazer. Conversar consigo mesmo é uma das etapas mais importante na hora de definir os próximos passos, afinal nem sempre os resultados agradam nossas expectativas, gerando desânimo e frustrações. Lembrar-se sempre de que o primeiro passo é sentir-se feliz consigo mesmo.

Mas é claro que muito além da vontade e do desejo está o orçamento - “Quanto é a cirurgia? Será que eu possa pagar?”. É importante frisar que não há necessidade de aperto nas contas, mesmo quando se fala em cirurgia plástica, que hoje está bem mais acessível a qualquer um. Atualmente existem empresas que fazem o processo administrativo e financeiro, parcelando a cirurgia e que ainda conta com uma boa rede de médicos credenciados e aptos a realizá-las, como o próprio Centro Nacional – Cirurgia Plástica.

E como para tudo há de se realizar cada etapa, é bom saber como é feito o procedimento, se deixa cicatrizes visíveis e, principalmente, sobre a recuperação. “Apesar de já termos bons médicos e equipamentos, o paciente precisa realizar um check-up antes do procedimento, conhecer os riscos e questioná-los afundo”, conta o diretor. Em outras palavras, como anda a sua saúde e como ela pode ajudar ou comprometer a cirurgia?

Muitos pacientes vão ao bisturi sem fazer os exames completos e são pegos de surpresa na recuperação. Esconder fatores de saúde do seu médico com certeza não é uma boa ideia, podendo inclusive ter graves consequências. E como escolher um bom médico e de confiança? Existem inúmeras instituições e órgãos responsáveis com profissionais devidamente credenciados e é importante saber através de outros pacientes como ocorreu o procedimento. Para saber mais, acesse www.plasticaparcelada.com.br .

0 comentários:

Postar um comentário

PUBLICIDADE

Coisas da Erica Lima © Copyright 2012.|TODOS DIREITOS RESERVADOS| Feito porLaysa layout.
;