0 Natura Musical anuncia selecionados dos Editais Nacional 2012 e Regionais Pará e Bahia

 
 
 
No dia 11 de dezembro, o Natura Musical – programa de apoio à música brasileira– divulga os projetos selecionados na segunda fase do Edital Nacional 2012 e dos editais regionais Pará e Bahia. São 24 projetos, 11 nacionais e 13 estaduais, em diferentes plataformas e estágios da produção musical, que terão o patrocínio da Natura. Nos sete anos de existência do Programa essa é a edição com o maior número de projetos apoiados rodando simultaneamente.
Em outubro, foram divulgados os três selecionados na primeira fase do Edital Nacional, Ney Matogrosso, Lurdez da Luz e Grupo Uirapuru. Agora, na segunda fase, a Natura selecionou projetos em duas vertentes. Uma delas se encarrega de contar parte da história da música brasileira, seja por meio da obra de artistas consagrados ou pela arte menos difundida, situada em diferentes regiões do país. Hamilton de Holanda revive a obra de Pixinguinha, contando uma história consagrada, e os projetos Na Eira, do coletivo Ponto BR, Caravana Pantanais e Música das Cachoeiras, que contam histórias menos conhecidas, escondidas em diferentes regiões do país.
Outro bloco busca consolidar projetos de artistas da cena musical contemporânea nacional. Marcelo Jeneci, DJ Dolores, Siba, e a Abayomi Afrobeat Orquestra terão CDs gravados com o apoio do Natura Musical, além de shows para circulação da obra.
Os editais regionais são uma grande aposta da Natura para alcançar diferentes públicos, respeitando as peculiaridades de cada povo. Na Bahia, a empresa buscou projetos inovadores, de artistas promissores da cena mais alternativa, sem abandonar o investimento na música tradicional. Lá, a Natura renova o apoio a Márcia Castro e aposta em Russo Passapusso, Marcela Bellas, no grupo Ilê-Ayê e para fechar a lista, o festival de documentários musicais IN-Edit Bahia.
No Pará, o resgate às tradições culturais locais também foi ressaltado, além da efervescência cultural da nova cena do estado. Esse cenário vem representado pelo lançamento dos CDs de Natalia Matos, Camila Honda, Felipe Cordeiro e Juliana Sinimbú. Foram selecionados ainda o grupo CaBloco Muderno, Sebastião Tapajós, Mestre Solano e Ronaldo Silva.
A gerente de Marketing Institucional da Natura, Karen Cavalcanti, observa que o patrocínio a esses projetos reforça o Natura Musical como um dos principais programas de valorização à música brasileira. “Desde 2005, quando foi criado, até hoje, o programa expandiu muito seu alcance, com artistas contemplados de diversas partes do País e os projetos selecionados sendo levados a um grande número de cidades. Vamos continuar nesse caminho, cumprindo nosso objetivo de resgatar as tradições brasileiras, apostar em novos talentos e reverenciar nomes consagrados.”
Para a seleção dos projetos, foi convidada uma Comissão Técnica Independente formada por jornalistas e produtores culturais como Lauro Lisboa Garcia, Roberta Martinelli, Hagamenon Brito, Marcia Carvalho, Melquíades dos Reis, Tuzé e Jarmeson de Lima. Cada região com sua Comissão específica. Os projetos também passaram pelas etapas de avaliação técnica, julgando com base nos critérios do Programa: adequação ao conceito do Natura Musical, potencial de mobilização de público, acessibilidade, excelência, inovação, visibilidade e custo-benefício.
O Natura Musical promove ainda o edital Regional Minas Gerais, que está em fase de escolha dos selecionados. O resultado deverá ser divulgado no início do próximo ano.
Confira os detalhes dos 24 projetos contemplados :
EDITAL NACIONAL – PRIMEIRA FASE
  • Ney Matogrosso: Circulação de novo show por seis capitais brasileiras (Rio de Janeiro, São Paulo, Porto Alegre, Brasília, Belo Horizonte e Salvador) e gravação de novo CD com o mesmo repertório. O performático artista, que comemora 40 anos de carreira, incorporará uma feição pop/rock a canções clássicas e novas de compositores como Chico Buarque, Criolo, Vitor Ramil, Pedro Luis e Ben Gil. A banda que o acompanhará contará com músicos como Marcos Suzano, Artur Maia e Davi Moraes. A direção do espetáculo é do próprio Ney Matogrosso. Trata-se do retorno do artista ao universo pop, após uma turnê mais intimista.
  • Lurdez da Luz:Realização de turnê com oito apresentações da rapper paulista em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Salvador e Belém. A artista, que tem três álbuns lançados como integrante do Mamelo Sound System e um álbum solo, lançado em 2010, subirá aos palcos acompanhada de Alexandre Basa e do DJ Jeff Bass, além de músicos convidados. A direção artística da turnê é assinada pela própria Lurdez.
  • Grupo Uirapuru – Orquestra de Barro: Realização de duas apresentações do espetáculo “Orquestra de Barro, do Grupo Uirapuru” no Rio de Janeiro e gravação de DVD contendo o registro dessas apresentações e um documentário sobre a viagem dos jovens músicos partindo de uma pequena cidade a 100 km de Fortaleza para se apresentarem na capital fluminense.
EDITAL NACIONAL – SEGUNDA FASE
Mundo de Pixinguinha: Gravação do álbum “Mundo de Pixinguinha” e realização de três apresentações para seu lançamento. Neste projeto, o bandolinista Hamilton de Holanda reunirá consagrados nomes internacionais a serem divulgados para reverenciar a obra de Pixinguinha. Cada convidado gravará três faixas acompanhado do anfitrião brasileiro, além da última que será assinada coletivamente pelos artistas.
  • Marcelo Jeneci: Produção do disco “Doce Loucura” e realização de 12 apresentações para seu lançamento. Neste projeto, o cantor e compositor paulistano estará acompanhado por Laura Lavieri (voz), Régis Damasceno (baixo), Gustavo Ruiz e Estevan Sinkovitz (guitarras), Richard Ribeiro (bateria) e Bruno Buarque (percussão). Com produção de Kassin, o disco terá participações especiais de artistas parceiros de Jeneci. Entre os nomes cogitados, figuram Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown, Vanessa da Mata e Zélia Duncan.
  • DJ Dolores: Lançamento em vinil e CD compilando parte da produção de trilhas sonoras do DJ Dolores. O projeto disponibilizará as composições para downloads gratuitos. No show de lançamento do CD, haverá palestra do artista sobre sua experiência de 15 anos na produção de trilhas sonoras para longa-metragens, teatro e dança. Destaque para a trilha composta para a exposição permanente do Instituto do Homem do Nordeste, em parceria com Naná Vasconcelos. Sua obra busca a fusão da cultura tradicional brasileira com gêneros da música contemporânea, explorando da rabeca de Mestre Salustiano ao beat eletrônico de computadores.
  • Siba: Turnê nacional de Avante, novo disco do cantor e compositor pernambucano Siba. A turnê levará o novo disco de Siba em companhia de sua nova banda, constituída por guitarra, tuba e bateria para uma circulação nacional. No início de 2012, Siba lançou o disco Avante, que entre outras indicações recebeu 4 estrelas da revista Rolling Stone. Seu último álbum ”Toda vez que eu dou um passo o mundo sai do lugar” foi indicado ao Grammy Latino.
  • Abayomy: Turnê da banda Abayomy Afrobeat Orquestra, para o lançamento do seu primeiro CD, que está produzido; o trabalho conta com participação de Tony Allen e BNegão. Serão três shows: São Paulo, Belo Horizonte e Brasília. Criada especialmente para a 1ª edição do FELA DAY - evento internacional de música que celebra o nascimento de Fela Kuti, reunindo 13 músicos liderados por Donatinho, filho do pianista João Donato, com produção do maestro André Abujamra e arte gráfica assinada pelo nigeriano Lemi Ghariokwu.
  • Ponto BR – Na Eira: Circulação de espetáculos e oficinas do coletivo Ponto br em oito capitais brasileiras. O grupo é formado por músicos contemporâneos e mestres da cultura tradicional. Mestre Humberto, do Bumba Boi de Maracanã; Mestre Walter, do Maracatu Estrela Brilhante do Recife; e Mestra Zezé de Iemanjá, da Casa Fanti Ashanti; dialogam com a paulistana Renata Amaral; o pernambucano Eder O Rocha; o suíço Thomas Rohrer e o maranhense Henrique Menezes. Cocos, Cirandas, Maracatus, Bois, Rojões, Carimbós são alguns gêneros que compõe o repertório do espetáculo.
  • A música das cachoeiras: Expedição de documentação das músicas e cantos dos festejos populares dos povos tradicionais da Amazônia ocidental para a criação de um livro-CD. A viagem será baseada nas viagens do etnógrafo alemão Theodor Koch-Grünberg ao alto rio Negro e à região do monte Roraima. O projeto registrará manifestações como o canto Parischéra e Oareba, dos Taulipang e Macuxi, assim como do Hedéha, Keédena e Uaixamá dos Yekuaná. Posteriormente, os cantos do ritual de máscaras dos Desana, Tikuna e Kobéu, dos tambores rituais, instrumentos de percussão e das flautas do canto de Yurupary do alto rio Negro.
  • Pantanais: Caravana cultural que busca levar a outros cantos do país a cultura dos dois pantanais - MS e MT. A caravana apresenta atrações musicais, danças folclóricas (Cururu e Siriri), palestras sobre preservação ambiental e ritmos regionais (chamamé, polca e rasqueado), confecção de redes pantaneiras e luthieria da viola de cocho.
EDITAL REGIONAL BAHIA
  • Ilê-Aiyê: Gravação do primeiro DVD do mais antigo bloco afro do carnaval baiano. As gravações registrarão um show na Concha Acústica do TCA, a Senzala do Barro Preto (sede do bloco), a Noite da Beleza Negra, concurso de beleza que resgata a autoestima dos negros valorizando a sua estética, além do Ilê Aiyê desfilando em seu bairro, o Curuzu, com a presença da comunidade.
  • Márcia Castro: Turnê do espetáculo “De Pés no Chão”, da cantora, com o repertório do álbum homônimo, lançado em março no Teatro Castro Alves. Esse CD foi o resultado do primeiro patrocínio do Natura Musical para Márcia Castro, quando ela foi selecionada pelo programa em 2011. Após o lançamento de seu segundo CD, ela ganhou ainda mais território dentro do novo cenário da música brasileira e continua sendo uma grande aposta para a Natura. Seu novo projeto viabiliza a turnê em sete importantes cidades do País.
  • Marcela Bellas: Gravação do 2º CD solo de Marcela Bellas e realização de quatro apresentações de lançamento, além da gravação de um videoclipe e da atualização de seu site. Após homenagear Caetano Veloso em “Será que Caetano vai gostar?”, seu álbum de estreia, a cantora prepara um novo trabalho com 10 músicas entre inéditas e novos arranjos para canções já conhecidas. Trafega por ritmos e universos urbanos.
  • Russo Passapusso: O músico integra projetos como BaianaSystem, Dubstereo e BembaTrio. Tem 10 anos de carreira e movimentada trajetória musical. Mistura ritmos e referências, compôs e cantou com diferentes grupos em importantes festivais no Brasil e pelo mundo. Lança aqui seu primeiro trabalho solo e um site em que todas as faixas produzidas para o CD estarão disponíveis para download de forma gratuita.
  • In-Edit: Consagrado festival espanhol de documentários musicais, vem sendo realizado em São Paulo, Rio de Janeiro e chegou a Salvador há dois anos. Conteúdo nacional e internacional inédito nos circuitos comerciais. Reúne importantes registros musicais de toda parte do mundo, servindo como importante forma de acesso à história da música no mundo, no Brasil e na Bahia. Com a participação do público, o festival escolhe o Melhor Documentário Musical do ano, que é convidado a participar do evento em Barcelona.
EDITAL REGIONAL PARÁ
  • Sebastião Tapajós: Produção do CD e realização de três shows. No trabalho “Da Lapa ao Mascote”, o músico apresentará composições inéditas acompanhado por 11 instrumentistas santarenos e por 1 artista convidado (a definir), tendo como referência os bairros boêmios da Lapa, no Rio de Janeiro, e do Mascote, em Santarém.
  • Cabloco Muderno: Gravação do primeiro CD do Cabloco Muderno, a fim de divulgar os shows, oficinas, desfiles de rua do grupo. As cópias prensadas serão distribuídas à imprensa e também colocadas à venda durante os shows, além de em lojas de discos.
  • Juliana Sinimbú: UNA é o segundo projeto musical da cantora e compositora paraense. São temas frequentes nas composições de Sinimbú: a personalidade da mulher paraense e a mistura entre fé e misticismo que permeia as festividades de rua da cidade. Tudo isso recebe influência de ritmos brasileiros e latino-americanos que tocam o universo amazônico, como carimbó, guitarrada, arrocha, merengue, salsa, lundu, ijexá, samba de cacete, lambada e brega.
  • Natália Matos: Gravação, mixagem, masterização e prensagem de 10 faixas para a produção do primeiro disco da cantora. O trabalho se enquadra entre as produções de música popular brasileira e tem como influência a música produzida na região Norte. Traz um diálogo entre os ritmos tradicionais da Amazônia com referências modernas e universais.
  • Camila Honda: Gravação do CD de estreia da cantora paraense. A formação não convencional da banda base une músicos jovens, com vasta experiência no cenário da música paraense, ao pianista Paulo José Campos de Melo, enriquecendo a sonoridade ao mesmo tempo despojada e contemporânea deste CD.
  • Felipe Cordeiro: produção do segundo CD solo (e terceiro da carreira) do cantor e compositor Felipe Cordeiro
  • Balaio Sonoro: O álbum “Balaio Sonoro” fará uma coletânea de 12 músicas de Ronaldo Silva, fundador do Arraial da Pavulagem, gravadas e lançadas por outros intérpretes. Para seu lançamento, Ronaldo subirá ao palco do Teatro Margarida Schivazappa acompanhado de artistas convidados.
  • Mestre Solano: Gravação de um álbum em comemoração aos 60 anos de carreira do músico, com sucessos da década de 80, além de canções inéditas. O projeto prevê também a produção de um site que disponibilizará ao público toda a obra do artista para pesquisa e audição.
SOBRE O PROGRAMA NATURA MUSICAL
É o Programa de apoio à música brasileira da Natura, que atua por meio de diferentes frentes, como os Editais Públicos, que visam selecionar projetos de diferentes formatos e estágios da produção cultural por meio das Leis Rouanet e do Audiovisual em todo o Brasil, e da Lei do ICMS em Minas Gerais, Bahia e no Pará; a Seleção Direta, que contempla propostas adequadas ao conceito do programa e de grande relevância e inovação, sem a obrigatoriedade das leis de incentivo; e os Festivais. Lançado em 2005, o Programa beneficiou projetos de diferentes estágios e processos da música brasileira patrocinando mais de 170 projetos em todas as edições de edital público e seleção direta. Ao todo, 17 estados das cinco regiões do Brasil foram contemplados e mais de 600 mil pessoas beneficiadas. Saiba mais no portal www.naturamusical.com.br ou nas redes sociais do programa no Facebook, Twitter e Youtube.
SOBRE A NATURA
A Natura é a maior fabricante brasileira de cosméticos e produtos de higiene e beleza e líder no setor de venda direta no Brasil, com uma receita anual superior a R$ 5,5 bilhões. Sediada em Cajamar, São Paulo, a companhia conta com quase 7 mil colaboradores, que atuam nas operações do Brasil, Argentina, Chile, México, Peru, Colômbia e França.
O desenvolvimento sustentável orienta a maneira de a empresa fazer negócios desde sua fundação em 1969. A paixão pelas relações fez a companhia adotar a venda direta como modelo de negócios e atualmente reúne mais de 1, 435 milhão de consultoras, sendo 1, 179 milhão no Brasil e cerca de 256 mil no exterior, que disseminam a proposta de valor da empresa aos consumidores.
Para a Natura, inovação é um dos pilares para o alcance deste desenvolvimento sustentável. No ano passado, destinou R$ 146,6 milhões e lançou 164 itens, atingindo um índice de inovação, percentual da receita proveniente de produtos lançados nos últimos 2 anos, de 64,8%.

0 comentários:

Postar um comentário

PUBLICIDADE

Coisas da Erica Lima © Copyright 2012.|TODOS DIREITOS RESERVADOS| Feito porLaysa layout.
;